domingo, 28 de fevereiro de 2010

MERGULHE NO POEMA DE JORGE LUÍS BORGES

Foto extraída do site: animais.com.sapo.pt

O OUTRO TIGRE

Ele irá por sua selva e sua manhã
E deixará seu rastro na lodosa
Margem de um rio cujo nome ignora
(Em seu mundo não há nomes nem passado,
E não há futuro, só um instante certo).

Jorge Luís Borges (1899-1986) é considerado o maior escritor argentino de todos os tempos.

Propostas temáticas:

1-Narração que tenha como narrador-personagem o próprio tigre.

2-Dissertação a partir do verso: "E não há futuro, só um instante certo."

3-Dissertação: A selva do homem é diferente da selva do tigre.

Um comentário:

FABIANA BORGIA disse...

Caro Jaime, sua ideia me inspirou. Crônica escrita hoje:

INSTANTE CERTO E FUTURO INDEFINIDO

O título desta crônica veio por meio de um poema chamado "O Outro Tigre", de Jorge Luís Borges. O poema é este:
"Ele irá por sua selva e sua manhã
E deixará seu rastro na lodosa
Margem de um rio cujo nome ignora
(Em seu mundo não há nomes nem passado,
E não há futuro, só um instante certo)."
Às vezes, sinto-me como um tigre. Realmente, vivo o momento concreto, descartando a existência de um amanhã. No entanto, como mulher-tigre, estou presa à vida. E na minha há tantos nomes, que até sinto como se eles estivessem fazendo parte de quem eu sou hoje.
Mas não é por isso que eu sonho. Mesmo sem algum destino definido, eu busco por uma possibilidade. E creio que esta busca, ainda que vaga, nada mais é do que uma chance. Oportunidade de futuro. Mesmo que incerto.