sábado, 28 de fevereiro de 2009

O OLHO CÓSMICO



Revista Isto É
Astrônomos do Observatório Europeu Austral divulgaram na quarta-feira 25 a mais nova e nítida imagem da nebulosa Helix, também chamada "Olho de Deus". Ela está a 700 anos-luz da Terra. Detalhe: a nebulosa nada mais é do que uma gigantesca nuvem de gás e poeira.

QUESTÕES:

1-O que mais o intriga diante de uma imagem como essa?

2-Você se interessa por astronomia?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narração que tenha como tema: Uma viagem espacial. Explore o tema de forma imaginativa, fantástica. Desenvolva o conflito.

2-Escreva um poema que tenha como título: "O Olho Cósmico" ou "O Olho de Deus".

3-Escreva uma dissertação que tenha como tema: OS MISTÉRIOS DO ESPAÇO E DO UNIVERSO.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

O CORPO VISCERAL



A escultura Corpo Visceral 5, da artista plástica Christine Coste, que está exposta na Saatchi Gallery, uma das maiores galerias de arte contemporânea de Londres, merece uma leitura atenta.

QUESTÕES:

1-Faça uma primeira leitura da escultura.

2-Faça uma segunda leitura.

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva um texto que tenha como título: COLAGEM DE IMAGENS. Pode ser uma narrativa, uma dissertação, uma crônica, um poema...

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: A arte contemporânea e as várias possibilidades de interpretá-la.

VIAGEM NADA ROMÂNTICA


Navio Costa Romântica


Estado de S.Paulo Jornal da Tarde Portal Estadao

Sexta-feira, 27 fevereiro de 2009

Brasileiros passam apuros em cruzeiro

Navio teve incendiado um gerador. Passageiros não se feriram e começaram a ser retirados ontem

Adriana Carranca

Para os passageiros do Costa Romântica - entre eles 338 brasileiros -, a viagem que prometia ser um sonho terminou em pesadelo. O navio teve problemas em um dos quatro geradores elétricos, o que deu início a um incêndio. Além do susto, embora o fogo tenha sido controlado, os passageiros relatam vários apuros. Para evitar a fumaça, eles tiveram de subir para o deque e dormir ao relento e no escuro, uma vez que o incidente provocou um blecaute. Os passageiros começaram retirados da embarcação ontem.

O Costa Romântica saiu do Rio de Janeiro na segunda-feira e deveria ter aportado ontem em Buenos Aires.

Os 1.479 passageiros ficaram sem ar condicionado e banho quente. A luz interna e os refrigeradores que armazenam a comida estariam funcionando por meio de geradores substitutos, segundo a assessoria de Imprensa da Costa Cruzeiros.

“Os passageiros estão bem. Não houve problemas com eles”, afirmou um funcionário da companhia. “O barco não está encalhado, mas sim parado para reparos até que os técnicos resolvam a falha”, informou a empresa. Os problemas só foram resolvidos por volta das 20h (hora de Brasília).

Revolta

Um passageiro identificado como Márcio afirmou ao Jornal Nacional que a situação a bordo era crítica: “Há muitas crianças e idosos. Estamos sem poder ir às cabines e só temos sanduíches para comer. Todos estão revoltados.”

Por volta das 21h, os passageiros começaram a desembarcar em Punta del Este. De acordo com a Costa Cruzeiros, havia duas opções para a retirada: usar rebocadores para remover o navio ou ferry boats para o resgate. Todos deveriam ser enviados para hotéis em Punta del Este e Montevidéu, e teriam providenciado transporte até Buenos Aires.

O fato de ter bandeira italiana e de estar em águas uruguaias não tira os direitos dos consumidores brasileiros. “O que vale é a lei do país onde a obrigação entre empresa e cliente se constituiu, ou seja, onde o pacote foi adquirido”, disse o diretor de Atendimento do Procon, Evandro Zuliani.

Entre os direitos está o reembolso em espécie (nova viagem) ou dinheiro, proporcional aos dias em que o navio ficou parado.

A companhia afirmou que indenizará os passageiros no equivalente a dois dias de cruzeiro e um crédito de 20% sobre o preço pago para ser usado em futuras viagens. “A empresa pode fazer sua oferta, mas é o cliente quem dá a palavra final”, disse Zuliani.

Sky Wonder

Em fevereiro de 2008, um navio fretado pela empresa CVC, com 1.500 passageiros, teve pane no sistema de caldeira a 10 quilômetros de Punta del Este. O navio Sky Wonder tinha saído de Santos com destino a Montevidéu. Os passageiros foram retirados de barco e levados para um city tour pela capital uruguaia.

QUESTÕES:

1-Comente o incidente com o navio Costa Romântica.

2-Você já fez algum cruzeiro. Como foi?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narrativa com narrador-personagem que relate uma situação desesperadora vivida pelo personagem em um cruzeiro.

2-Escreva uma carta argumentativa ao diretor da operadora de turismo responsável pelo cruzeiro, fazendo reclamações por problemas ocorridos a bordo do navio. aconteceu.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

ENQUETE DO ESTADÃO

O jornal "O Estado de São Paulo" publicou hoje em seu site www.estadao.com uma enquete perguntando ao internauta se ele concorda com a decisão da secretária de Educação do Estado do Rio, Cláudia Costin, de recrutar mães de crianças e jovens que estudam em escolas situadas em áreas de conflito para auxiliar os professores em sala da aula , ajudando a combater a violência.

QUESTÕES:

1-Comente a atitude da secretária.

2-Como o Estado deve agir para combater a violência nas escolas públicas?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma carta à secretária da Educação do Estado do Rio criticando a sua decisão.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: É de responsabilidade do Estado garantir a segurança dentro e fora das escolas.

3-Crie uma tira que aborde a violência nas escolas.

4-Escreva uma narrativa que mostre um conflito em uma escola pública, a partir do foco de um aluno envolvido na confusão, como vítima ou como causador da cena de violência.

LEIA ESTA FOTO E INTERPRETE-A


Foto de Bahman Farzad, do site iraniano www.kargah.com

PROPOSTA TEMÁTICA:

A partir da leitura que você fez da foto, escreva uma crônica, uma descrição ou um poema com base nela.

O DIREITO DO CONSUMIDOR

O Estado de S.Paulo Jornal da Tarde Portal Estadao

Quinta-feira, 26 fevereiro de 2009

Toda cobrança indevida tem de ser devolvida em dobro
TOME NOTA
O consumidor que sofrer qualquer tipo de cobrança indevida deve reclamar e exigir a devolução dos valores - caso já tenha pago. O artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) estabelece que essa devolução deve ser feita em dobro, acrescida de juros e correção monetária. A exceção a essa regra ocorre caso a empresa comprove que houve “engano justificável”, mas essa exceção não é admitida nas cobranças via débito automático ou nos chamados “erros do sistema”. Se encontrar dificuldades para fazer valer seus direitos, o consumidor deve reclamar ao Procon e o último caminho é a Justiça. Para causas de até 40 salários mínimos, pode-se recorrer ao Juizado Especial Cível. Em causas de até 20 salários mínimos, nem é preciso advogado. O consumidor pode até solicitar indenização por danos morais por ter sido enganado. Caso não tenha pago o valor indevido, mas seu nome seja inscrito em cadastros de proteção ao crédito (como SPC e Serasa), o consumidor também tem direito à indenização por danos morais.

QUESTÕES:

1-Você concorda com essa medida?

2-Na sua opinião, ela será cumprida?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narração que tenha como protagonista um consumidor que foi lesado por uma empresa e que levou anos para ser indenizado. Conte a sua luta para conseguir valer os seus direitos.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Os direitos do consumidor.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

DECISÃO IMPORTANTE

Cartaz contra o nepotismo do Ministério Público da Bahia.
Clique na foto para ampliar.

RIO CLARO (SP) FIRMA TERMO CONTRA NEPOTISMO
da Folha Online - 25/02/2009
O promotor de Justiça da Cidadania de Rio Claro (175 a noroeste de São Paulo), Otávio Ferreira Garcia, firmou TACs (Termos de Ajustamento de Conduta) com os Poderes Executivo e Legislativo para coibir a prática de nepotismo (contratação de parentes) na cidade.
Os termos foram assinados nos dias 12 e 17 de fevereiro. O primeiro foi um comprometimento do prefeito Palminio Altimari Filho (PMDB), e o segundo, firmado com a presidente da Câmara municipal, Mônica Hussni Messetti (DEM).
Caso os compromissos sejam descumpridos, a multa diária é de R$ 1.000 ao dia.
QUESTÕES:

1-Qual é a sua opinião sobre o nepotismo?

2-Você acredita que essa lei será cumprida?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narração que tenha como narrador-personagem um assessor parlamentar q1ue sempre se deu bem na vida devido ao nepotismo, até que...

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Os males do nepotismo.

JOGOS OLÍMPICOS DE 2016


Folha de São Paulo


São Paulo, quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009
Editorial

RIO -2016

FORAM DIVULGADOS os números ambiciosos para a candidatura brasileira a país-sede dos Jogos Olímpicos de 2016 -o evento seria realizado no Rio de Janeiro. Em dossiê de 538 páginas, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, anunciou investimentos de R$ 28,8 bilhões.Há aspectos que favorecem a candidatura brasileira.
O país já está organizando a Copa de 2014. Também sediou de maneira bem-sucedida o Pan-2007. Para compreender as reais chances, no entanto -o Comitê Olímpico Internacional dará seu veredicto em outubro-, é necessário comparar a candidatura carioca com suas principais concorrentes. Aí começam os problemas.
Em dólares, o custo do projeto brasileiro chega a 14,42 bilhões, o mais alto entre as quatro candidatas. É mais do que o dobro do que os seus concorrentes precisam investir. Chicago, Madri e Tóquio projetam orçamentos de, respectivamente, US$ 4,82 bilhões, US$ 6,13 bilhões e US$ 6,42 bilhões.Tal disparidade é justificada pela necessidade de pesados investimentos para a cidade.
A previsão é que 80% do montante -R$ 23,2 bilhões- seja gasto apenas com infraestrutura e serviços públicos.A previsão bilionária de investimentos suscita muitas dúvidas. O orçamento é quase oito vezes maior do que o valor gasto com o Pan-2007. Nesse evento, houve notório desencontro entre o planejado e o executado.
Orçado em R$ 409 milhões, o Pan custou R$ 3,7 bilhões -mais de nove vezes além do previsto.Os gastos do comitê organizador -excluindo a infraestrutura- são estimados em R$ 5,6 bilhões. Desse montante, 31% deve vir do COI e de seus patrocinadores, 45% da iniciativa privada e 24% das três esferas de governo. Há dúvidas sobre a gestão desses recursos, dada a falta de transparência nos gastos do Pan-2007.

QUESTÕES:
1-A partir do editorial da Folha de hoje, você é a favor ou contra o Brasil sediar os Jogos Olímpicos de 2016? Justifique.
2-Considere as chances reais de o Brasil ser a sede dos Jogos.

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Jogos Olímpicos no Brasil e as prioridades.

2-Escreva uma narrativa em que o narrador-personagem seja um atleta-militante, que, apesar de amar o esporte, é contra o Brasil sediar as Olimpíadas.

3-Escreva uma carta ao presidente da república: a-contra o Brasil sediar os Jogos Olímpicos ou b-sendo a favor, mas pedindo transparência nos gastos, com divulgação pela Internet, ao contrário do que ocorreu com o Pan-2007.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

VATICANO NÃO APROVA

Foto do Vaticano


24/02/2009 - 15h41
Italiano trocará de sexo para virar mulher e se tornar freira
colaboração para a Folha Online
da Efe

Um italiano homossexual fará uma operação para trocar de sexo e entrar para um convento como freira, apesar de não ter o apoio da Igreja Católica.

"Marco", 45, sempre sonhou com a mudança e contará com a ajuda da Casapound Itália, associação de promoção da justiça social. O italiano mora nas proximidades de Roma e planeja realizar seu "sonho" em maio, mas terá de entrar em um convento de um país do Norte da Europa.

"Falei com o sacerdote da minha paróquia, mas me deparei com um muro de borracha. Com o bispo foi pior, mas recebi ajuda posteriormente", comentou o italiano, em referência à associação.

O porta-voz da Casapound Itália, Massimo Carletti, afirma estar disposto a tornar realidade o sonho de Marco.

"Todos os homens e mulheres deveriam ser iguais e ter as mesmas chances. Ele conta com nossa simpatia e a única culpa é a de ter uma ambição. 'Marco' tem muitas virtudes e um forte ideal cristão, justamente o que a Igreja quer lhe negar", afirma Carletti.

QUESTÕES:

1-Comente a notícia.

2-Como você analisa a posição contrária do Vaticano em relação à decisão de Marco?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narrativa que mostre uma jovem jogadora de futebol, desencantada pela falta de prestígio em relação ao futebol feminino em seu país, que resolve mudar de sexo para jogar futebol com os homens.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Mudança de sexo: um direito ou uma decisão fora de propósito?

POLÊMICA NA ITÁLIA


Ministro da Simplificação, Roberto Calderoli

Na semana passada, na Itália, o ministro da Simplificação, Roberto Calderoli, defendeu a castração cirúrgica para casos de estupro, em um momento em que a violência sexual aumentou muito naquele país.
Para ele, a castração química, que consiste em ministrar remédios aos estupradores, que diminuem a libido, não é suficiente para combater os estupros.

QUESTÕES:

1-Qual é a sua opinião sobre a castração cirúrgica?

2-E a castração química?

TPROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Como punir quem comete violência sexual?

2-Escreva uma narrativa em que o protagonista, já adulto, relata o seu trauma por violência sofrida na infância.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

A CIÊNCIA E AS CORES


Folha de Sâo Paulo
New York Times

São Paulo, segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009


Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Como a cor pode afetar o desempenho
Por PAM BELLUCK

Está tentando melhorar seu desempenho no trabalho ou escrever um romance? Talvez esteja na hora de considerar a cor de suas paredes ou da tela do seu computador. Segundo um novo estudo, a cor vermelha pode fazer as pessoas trabalharem com mais precisão, e a azul pode torná-las mais criativas.
No estudo, publicado em 5 de fevereiro no site da revista "Science", pesquisadores da Universidade da Colúmbia Britânica testaram 600 pessoas para determinar se o desempenho cognitivo variava quando as elas viam vermelho ou azul. Os participantes realizaram tarefas com palavras ou imagens expostas em telas de computador com fundo vermelho, azul ou neutro.
Os grupos com vermelho se saíram melhor nos testes de memória e atenção aos detalhes, como lembrar palavras ou verificar a ortografia e a pontuação. Os grupos com azul se saíram melhor em testes que exigiam imaginação, como inventar utilidades criativas para um tijolo ou criar brinquedos com formas.
"Se você quer uma memória melhor para, por exemplo, revisar textos, deve usar a cor vermelha", disse Juliet Zhu, professora-assistente de marketing na escola de economia da Universidade da Colúmbia Britânica.
Mas em "uma sessão de 'brainstorming' para encontrar soluções para temas complexos, você deveria colocar as pessoas em uma sala azul", diz Zhu.
A questão de se a cor pode afetar o desempenho ou as emoções fascina cientistas, publicitários, equipes esportivas e donos de restaurantes.
Em um estudo sobre uniformes olímpicos, antropólogos da Universidade de Durham, no Reino Unido, descobriram que, naOlimpíadas de 2004, atletas equivalentes de boxe, tae-kwondo, luta greco-romana e luta livre que usaram vermelho derrotaram os que usaram azul 60% das vezes. Os pesquisadores sugeriram que, para os atletas, assim como para os animais, o vermelho simboliza inconscientemente a dominação.
Efeitos que talvez sejam igualmente primários foram revelados em um estudo de 2008 conduzido por Andrew Elliot, da Universidade de Rochester. Os homens consideravam as mulheres mostradas em fotos com fundo vermelho ou usando blusas vermelhas mais atraentes que as mulheres com outras cores, embora não necessariamente mais simpáticas ou inteligentes.
Especialistas dizem que as cores podem afetar o desempenho cognitivo por causa do estado de espírito que provocam.
"Quando você sente que está em uma situação problemática, é mais provável que preste atenção aos detalhes -o que o ajuda a processar tarefas, mas interfere com coisas criativas", disse Norbert Schwarz, professor de psicologia na Universidade de Michigan. Em comparação, disse, "as pessoas contentes são mais criativas e menos analíticas".
Muitas pessoas relacionam o vermelho a coisas problemáticas, como emergências ou notas baixas nas provas, dizem os especialistas. Essas "associações com vermelho -pare, incêndio, alarme, advertência - podem ser ativadas sem que a pessoa tenha consciência e influenciam o que elas estão pensando ou fazendo", disse John Bargh, professor de psicologia na Universidade Yale. "O azul parece ter um efeito mais fraco que o vermelho, mas o céu azul e a água azul são calmos e positivos, por isso esse efeito também tem sentido."
Ainda assim, advertiu Schwarz, os efeitos das cores podem ser inconfiáveis ou inconsequentes. "Em alguns contextos o vermelho é algo perigoso e, em outros, é algo bom", disse. "Se você estiver andando sobre um rio congelado, azul significa perigo."
A conclusão do estudo publicado na "Science", de que o vermelho torna as pessoas mais cautelosas e voltadas aos detalhes, é semelhante à de Elliot -de que as pessoas que viram capas vermelhas antes de fazer testes de QI se saíram pior no teste do que as que viram capas verdes ou de cores neutras. E, em outro teste, as pessoas com capas vermelhas também escolheram perguntas mais fáceis. Os testes de QI exigem mais solução de problemas do que as questões de memória e de revisão ortográfica de Zhu.
Quando os sujeitos de pesquisa de Zhu foram indagados sobre o que o vermelho ou o azul as fazia pensar, a maioria disse que o vermelho representava cautela e que o azul simbolizava paz e abertura. Os sujeitos conseguiram desvendar mais rapidamente anagramas de palavras como "perigo" quando estavam sobre fundo vermelho, e foram mais rápidas com anagramas de palavras positivas, como "aventura", quando estavam sobre fundo azul.
O estudo não incluiu a cultura chinesa, na qual o vermelho simboliza prosperidade.

QUESTÕES:

1-A revista Science, uma das publicações científicas de maior credibilidade, publicou recentemente em seu site um estudo afirmando que as cores podem afetar positiva ou negativamente o desempenho de uma pessoa. Há muito tempo a cromoterapia defendia a mesma ideia, só que não tinha comprovação científica. O que você pensa desse estudo?

2-Você já percebeu a influência das cores no seu desempenho em alguma área?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: As cores-como tirar partido delas para viver melhor. Se você discordar dessa tese, escreva um texto defendendo posição oposta.

2-Escreva uma narração em que o protagonista tinha mania de usar só roupas de cor cinza.

3-Escreva uma carta a um(a) amigo(a) relatando uma experiência interessante que você teve com as cores. Pode usar um personagem para assinar a carta. Nâo esqueça a data e o vocativo. Como se trata de um amigo, a linguagem não precisa ser culta-formal.

domingo, 22 de fevereiro de 2009

VISITA DE HILLARY CLINTON À CHINA


Folha de Sâo Paulo
São Paulo, domingo, 22 de fevereiro de 2009

Cooperação sobre clima é "imperativa", diz Hillary
Em Pequim, ela afirma que solução de temas globais exige envolvimento da China

Secretária de Estado insta chineses a "não cometerem os erros que cometemos"; chanceler fala em elevar relações "a novo patamar"

RAUL JUSTE LORES
DE PEQUIM

Na mais importante visita de sua primeira turnê internacional como secretária de Estado americana, Hillary Clinton usou vários provérbios chineses e priorizou discussões sobre o meio ambiente e o aquecimento global - em vez de economia ou direitos humanos.
Do lado chinês, houve redobradas manifestações de confiança na economia americana e até galanteios. "A senhora é muito mais bonita e jovem do que se vê pela TV", disse Dai Bingguo, membro do Conselho de Estado chinês e do Comitê Central do Partido Comunista.
"Acho que vamos nos dar muito bem", respondeu ela.
Hillary se encontrou com o presidente chinês, Hu Jintao, com o premiê, Wen Jiabao, e com o chanceler, Yang Jiechi. Visitou uma usina de gás ecologicamente moderna que usa turbinas desenvolvidas pela americana General Electric.
"Desejamos que vocês não cometam os mesmos erros que cometemos antes", disse. "Quando nós estávamos nos industrializando e crescendo, nós não sabíamos como fazer melhor, nem a Europa."
A secretária afirmou várias vezes ao longo do dia que "temos de elevar a relação bilateral a outro nível, aprofundar e fortalecer a cooperação entre EUA e China". "É imperativo que cooperemos na mudança climática, na crise econômica global, no desenvolvimento."
Yang comentou que os dois países enfrentam "uma série de desafios", o que exige que "fortalecer o diálogo e elevar as relações a um novo patamar".
No encontro com o premiê, Hillary usou um trecho do clássico "A Arte da Guerra", de Sun Tzu: "Todos os países devem cruzar o rio pacificamente por estarem no mesmo barco".
Ao falar da necessidade de maior cooperação, Hillary usou outro ditado chinês, que fala de planejamento e da antecipação de problemas. "Você deve perfurar um poço de água antes de sentir sede."
Reportagens sobre o encontro foram escassas na mídia estatal, que sempre aguarda diversas autorizações antes de noticiar qualquer assunto sensível. Boa parte dos encontros ocorreu em Zhongnanhai, complexo fortificado onde trabalham e moram os líderes comunistas.
Organizações de direitos humanos criticaram Hillary por afirmar na sexta que a repressão no Tibete e os direitos humanos não deveriam interferir na busca por consensos em outras áreas entre os dois países.
O grupo Defensores Chineses dos Direitos Humanos disse que vários ativistas estavam ontem em prisão domiciliar para evitar protestos.
O chanceler Yang disse que seu governo está pronto para discutir direitos humanos com Washington na base de "igualdade e não-interferência em assuntos internos"."As caras sorridentes do povo chinês atestam nosso respeito aos direitos humanos", disse.

QUESTÕES:

1-Qual é a importância da visita da secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton à China?

2-Usar provérbios chineses foi uma boa tática de Hillary para se aproximar e ganhar simpatia dos dirigentes chineses?

3-No seu ponto de vista, Hillary vai conseguir o apoio do governo chinês para combater o aquecimento global, já que esses dois países estão entre os mais poluidores do mundo?

4-Já dá para comparar a postura da secretária de Estado Hillary Clinton com a ex-secretária Condolezza Rice?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: A responsabilidade da China e dos Estados na questão ambiental.

2-Escreva uma narração que se passe na China e cujo personagem principal é um estudante universitário que defende a independência do Tibete, sob o domínio da China, e critica ferozmente o regime chinês.

3-Crie uma charge que trate do tema poluição, fazendo uma crítica à China e aos Estados Unidos.

4-Crie uma tira que aborde o mesmo tema.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

C OMPORTAMENTO MUITO ESTRANHO


Foto de Angelina Jolie retirada do site www.blogestadao.com.br

Revista Veja

Sábado, Fevereiro 21, 2009
A surpreendente mãe de óctuplos
A batalha: Nadya, 14
Angelina, 6
A mãe dos óctuplos imita mamãe Jolie?
Está na cara – e esta é apenas uma das
muitas insanidades do caso da mulher
que queria ter filhos, muitos filhos

Ela tem 33 anos, a mesma idade de Angelina Jolie. Usa cabelos longos e escuros repartidos do lado, como Angelina Jolie. Alisou a testa e arqueou as sobrancelhas exatamente como as de Angelina Jolie. Nariz e bocão, nitidamente injetados e modificados, imitam os de Angelina Jolie. O meio sorriso? Típico de Angelina Jolie. O resultado é de arrepiar. Em lugar da legendária beleza da atriz, uma paródia assustadora. Ainda mais quando se leva em conta que em um quesito a imitadora vence a imitada: Nadya Suleman é a mulher que em janeiro deu à luz oito bebês, que somados aos seis que já tinha dão o impressionante total de catorze filhos, todos produzidos em laboratório, contra seis, entre naturais e adotados, da atriz. "Angelina não me interessa a mínima. Nunca fui fã de ninguém famoso", afirmou Nadya, contra todas as evidências, em entrevista depois do nascimento dos óctuplos, Nariah e Maliah (as meninas), Josiah, Isaiah, Jeremiah, Makai, Noah e Jonah (os meninos). O segundo nome de todos é Angel, mas a história que parecia celestial, pela rara sobrevivência de todos os bebês, virou um pesadelo.

Além da implantação absolutamente condenável por todos os códigos médicos de uma quantidade arriscadíssima de embriões, Nadya é qualquer coisa, menos uma mãe-modelo. Tem histórico de depressão e tendências suicidas, vivia afastada do trabalho mesmo antes da última fertilização e já tinha seis filhos, com idades de 2 a 7 anos, criados em condições precárias e concebidos sem nenhum tipo de participação do ex-marido. Sem contar a negada, mas patente obsessão por Angelina. No site que, evidentemente, criou depois dos óctuplos, com espaço para comentários (desativado) e doações (ativo), recebeu mais críticas do que apoio. Em frente à casa dos pais, onde mora com a filharada, algumas pessoas ergueram cartazes de protesto contra a "octomãe" e a expectativa de custo no bolso dos contribuintes (justificada: só a conta do hospital deve ficar entre 1,5 e 3 milhões de dólares). Nadya respondeu que Deus proverá o sustento de seus filhos de nomes bíblicos e que tem plenas condições de criá-los. Soa como sandice, e não é a única.

Em entrevistas, ela deu pistas do poço sem fundo de carências que levou à proliferação de bebês, isso para ficar só no primeiro nível. "Sonhava com a ligação e o apego a outras pessoas que não tive quando criança", diz, alegando a condição de filha única. A mãe dela, Angela, usa termos mais diretos: "Ela é obcecada. Ainda estava no colegial e já queria ficar grávida". Pelos métodos naturais, nunca conseguiu. Formada em, acreditem, psicologia, Nadya trabalhou em um hospital psiquiátrico, onde sofreu um acidente ocupacional e saiu com indenização de quase 170.000 dólares. Foi nessa fase que encontrou o médico Michael Kamrava, de uma clínica de fertilização em Beverly Hills, e conseguiu engravidar do filho Elijah, que fará 8 anos em maio. Era casada com Marcos Gutierrez, mas usou esperma doado por "um amigo". Depois do primeiro filho, enfrentou os sérios distúrbios psicológicos anotados em sua ficha no setor de assistência social da Califórnia. Ainda assim, resolveu aumentar a família. Do mesmo lote amigavelmente doado vieram os embriões das quatro gravidezes seguintes, uma de gêmeos. Sobraram seis. No ano passado, desejosa de "mais uma menina", Nadya pediu que os seis fossem implantados. Kamrava é o tipo de médico que ignora o procedimento mundialmente recomendado de implantação de no máximo dois embriões, e atendeu ao desejo da mãe serial. Todos vingaram, dois se duplicaram e, 31 semanas depois, nasciam prematuramente os óctuplos.

O fato de que todos tenham sobrevivido é um marco. No único outro caso mundial conhecido de nascimento de óctuplos, no Texas, em 1998, um morreu em uma semana. Em algum momento, irão para a casa malcuidada, de três quartos, num subúrbio de Los Angeles, que então abrigará Nadya, seus catorze filhos pequenos, o pai e a mãe dela (que já declarou várias vezes: "Para mim, chega. Vou embora") e uma babá. Nadya recebe 490 dólares por mês em auxílio-alimentação e ajuda financeira para tratar de três filhos com necessidades especiais, um dos quais é autista. A avó Angela, 68, proprietária da casa da família, não paga as prestações desde maio e já recebeu ordem de despejo. Pode ser salva pelo pacote de ajuda aos mutuários inadimplentes, mas este parece ser o único milagre à vista.

QUESTÕES:

1-Você acredita, a partir da matéria lida, que a mãe de óctuplos nos Estados Unidos tenha imitado a atriz Angelina Jolie em vários aspectos, inclusive na opção de ter oito filhos?

2-O que diferencia Nadya de Angelina Jolie?

3-Angelina Jolie é uma das artistas mais imitadas atualmente. Muitas mulheres fazem plástica para ter os mesmos lábios carnudos de Angelina. Como explicar esse comportamento?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narrativa em que o protagonista faz cirurgia plástica e utiliza outros recursos para se parecer com um artista ou cantor famoso. Trabalhe bem o conflito e explore o tema da perda de identidade.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Vivemos em uma sociedade de clones.

EXEMPLO DE SUPERAÇÃO


Sábado, 21 de fevereiro de 2009
Folha online

Escritor irlandês Christopher Nolan morre aos 43 anos
da Efe, em Londres

Morreu nesta sexta-feira aos 43 anos o escritor irlandês Christopher Nolan, que, apesar de estar quase totalmente imobilizado por uma paralisia cerebral, escreveu obras que lhe renderam prêmios e fama internacional.

Nolan, que tinha pouco controle sobre seu corpo, era obrigado a escrever com um computador e um teclado adaptados à sua deficiência.

Em 1988, o autor venceu o prêmio literário britânico Whitbread com sua autobiografia, "Under the Eye of the Clock" ("Sob o olhar do relógio", em tradução livre).

Nascido em 1965, Nolan teve paralisia cerebral em decorrência de uma insuficiência de oxigênio registrada por complicações no parto.

Aos 15 anos, publicou "Dam Burst of Dreams", muito elogiado pela crítica. Sua terceira obra importante, "The Banyan Tree", conta a história de uma mulher do oeste da Irlanda e sua família.

A presidente irlandesa, Mary McAleese, afirmou que Nolan era um escritor cujas conquistas eram tanto mais surpreendentes quanto o fato de ter que lutar diariamente contra a sua doença.


Folha Online Folha de S.Paulo

QUESTÔES:

1-Você considera a vida do escritor irlandês Christofer Nolan um exemplo de superação?
2-Por que tão poucas com paralisia cerebral e outras limitações têm ainda tanta dificuldade para seguir uma carreira?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narrativa que tenha como protagonista um personagem com paralisia cerebral.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: O preconceito ainda é a maior barreira que impede o portador de deficiência, física ou mental, de viver melhor.

3-Escreva uma carta ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, pedindo a ele providências para que aqueles que sofrem de alguma deficiência sejam melhor tratados e tenham acesso a edifícios adaptados.

4-Escreva uma dissertação que tenha como tema: O espaço urbano ignora os portadoresc de deficiência: calçadas sem rampa, quebradas, são alguns desses obstáculos.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

APROFUNDAMENTO DA CRISE


Avião produzido pela Embraer

Foto do site www.webluxo.com

Folha de São Paulo

São Paulo, sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Embraer demite 4.200 e culpa a crise
Empresa diz que 90% de suas receitas vêm do exterior, de países mais afetados pela crise; fornecedores também podem demitir

Sindicato reclama que não houve busca de acordo e cogita recorrer ao governo, que tem ação especial com poder de veto na empresa

Joel Silva/Folha Imagem

Seguranças na entrada da fábrica da Embraer, em São José dos Campos, após demissões

FÁBIO AMATO
DA AGÊNCIA FOLHA, EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

A Embraer, quarta maior fabricante de aviões do mundo, anunciou ontem a demissão de cerca de 4.200 funcionários no Brasil, nos EUA, na França e em Cingapura. A maioria dos desligamentos aconteceu no Brasil, sede das fábricas da empresa, onde trabalhavam aproximadamente 18 mil pessoas.
Em nota, a Embraer alegou que os cortes acontecem "em decorrência da crise sem precedentes que afeta a economia global, em particular o setor de transporte aéreo". E que são necessárias para adequar seus custos e efetivo "à nova realidade de demanda por aeronaves comerciais e executivas".
A redução de funcionários representa cerca de 20% de um total de 21.362 trabalhadores atuando nesses países. A empresa não informou quantos empregados foram demitidos no Brasil, onde possui unidades em São José dos Campos, Botucatu, Gavião Peixoto e Taubaté, todas no interior paulista.
O corte atinge trabalhadores do setores operacional e administrativo e inclui a eliminação de um nível hierárquico de sua estrutura gerencial.
O corte deve provocar efeito em cascata, principalmente na região do Vale do Paraíba, onde estão instaladas fornecedoras e parceiras da Embraer, que podem demitir nos próximos dias.
A Embraer aponta também que, apesar de estar sediada no Brasil, onde os efeitos da crise são menos intensos, depende "fundamentalmente" das vendas para o exterior, principalmente EUA e Europa, mais afetados pela crise global. Segundo a Embraer, 90% de suas receitas têm origem em vendas no exterior. Portanto, diz, não se beneficia da "resiliência que o mercado doméstico brasileiro vem demonstrando".
A Embraer afirmou ainda que reviu a sua estimativa de entrega de aeronaves para 2009, de 270 para 242 unidades (o que ainda será o recorde de entregas da empresa). A empresa também prevê queda na receita no ano, para US$ 5,5 bilhões, ante os US$ 6,3 bilhões anteriores. Já o investimento deve cair de US$ 450 milhões para US$ 350 milhões.
O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, onde está a sede e principal fábrica da Embraer, com cerca de 14 mil funcionários, classificou de "vergonhoso" e "injusto" o corte em massa feito pela empresa. Segundo os sindicalistas, a Embraer não buscou nenhum tipo de negociação para evitá-lo, como ocorre em outras empresas.
"Foi uma grande injustiça. Tentamos de todas as maneiras chamar a direção da Embraer para conversar nos últimos meses porque há tempos ouvimos os boatos de que isso [as demissões] iria acontecer, mas nunca fomos atendidos. Faltou respeito pelos trabalhadores", disse o diretor do sindicato e funcionário da empresa há 20 anos Valmir Diniz Ferreira, 42.
Para ele, a Embraer tinha opções para aliviar a pressão da crise, como a concessão de férias coletivas ou licença remunerada para os funcionários, além da redução de jornada de trabalho. "Os funcionários estão pagando pela crise e para que seja mantido o lucro dos acionistas da empresa."
O sindicato disse que faria uma reunião na noite de ontem para decidir se entraria com uma ação na Justiça para tentar reverter as demissões. E que também estudava chamar o governo federal a intervir, já que as ações que detém da Embraer lhe dão direito de veto em decisões tomadas pela direção.
No início de janeiro, a empresa anunciou que sua carteira de pedidos firmes (aviões encomendados e ainda não entregues) sofreu o primeiro recuo em dois anos. No terceiro trimestre de 2008, ela registrou seu primeiro prejuízo liquido em 11 anos, de R$ 48,4 milhões.

QUESTÕES:

1-Qual é o impacto de uma demissão dessa natureza?

2-Na sua opinião, as empresas poderiam tentar outras saídas antes de demitir?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Demissões são uma saída drástica e traumática que produz consequências desastrosas.

2-Escreva uma carta argumentativa ao presidente de uma empresa, pedindo a ele que reconsidere a demissão de mais de mil funcionários. Assine como representante do sindicato da categoria.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

ELIS E O CARNAVAL


TV Cultura- Elis Regina interpretando "É com esse que eu vou".

O Carnaval está chegando e eu encontrei agora no Youtube um depoimento da extraordinária Elis Regina, a eterna Elis, uma das vozes mais representativas da música brasileira em todos os tempos, dando um depoimento à TV Cultura na década de 1970, falando de Carnaval e cantando a música "É com que esse que eu vou", de Pedro Caetano, uma doce música que expressa bem o espírito do Carnaval, que ela interpreta divinamente. Preste atenção na voz de Elis e na letra e na melodia da música.

QUESTÕES:
1-Qual é a visão de Elis em relação Carnaval, que aparece no depoimento? E qual é a sua visão do Carnaval?

2-Comente a letra da música "É com esse que eu vou."

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narrativa cujo enredo tenha início no sábado de Carnaval e que termine na quarta-feira de cinzas.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: O Carnaval de hoje.

ASTROLOGIA E CIÊNCIA


Foto tirada do blog astrologa-marilza.blogspot.com

FOLHA EQUILÍBRIO
São Paulo, quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

NEUROCIÊNCIA

Suzana Herculano-Houzel
Astrologia e autossugestão

--------------------------------------------------------------------------------
[...] Caímos feito patos em definições da nossa essência, basta que contenham elogios genéricos e críticas positivas
--------------------------------------------------------------------------------

Parece que, poucos dias atrás, os céus nos prepararam uma conjunção especial: a lua em Libra na casa sete, Júpiter e Marte alinhados em Aquário. Nessas condições, tem-se "The dawning of the Age of Aquarius", como anunciava a canção do musical "Hair", na qual "A paz guiará os planetas, e o amor dirigirá as estrelas".
Não sei, não. Com o risco de incorrer na ira dos astrólogos, vou dizer com todas as letras: todos os estudos controlados de que tenho notícia, até os mais simples feitos em sala de aula e em cursos de estatística, refutam qualquer influência direta dos astros celestiais sobre nossa índole, personalidade ou destino. Sim, aquele mapa astral feito especialmente para a data e hora do seu nascimento "descrevia você perfeitamente" até a raiz dos cabelos.
Mas um mapa feito para a sua vizinha também serve para você, assim como um horóscopo bem feito se aplica a qualquer um (ou você acredita que só existam doze tipos de pessoas, e que o mesmo acontecerá a cada dia com 1/12 delas?).
Caímos feito patos em definições da nossa essência, sejam elas feitas por astrólogos, tarólogos ou cartomantes. Basta que elas contenham elogios genéricos o suficiente ("Você é uma pessoa bondosa") e críticas positivas à nossa personalidade ("Você tem dificuldade em dizer não aos amigos") para que até o mais cético dos humanos se identifique. Coisa do cérebro, que adora encontrar padrões em tudo o que vê -e cujas autoavaliações são sempre tingidas de cor-de-rosa.
A astrologia, contudo, pode ter uma influência indireta sobre nossos destinos -assim como a homeopatia, aliás (pronto, arranjei encrenca com duas classes profissionais no mesmo dia).
Ambas nos sugestionam, ou seja, levam o cérebro a crer que é um bom dia para decisões financeiras/um novo amor surgirá em breve/será preciso lutar contra opositores/as crises de alergia vão diminuir. E, assim, saímos de casa para encarar o dia já mais confiantes/amorosos/ belicosos/desestressados, e -espanto!- de fato tomamos boas decisões ou brigamos com tudo e com todos, conforme a profecia do dia.
Por isso, acho que o poder (comprovado, por sinal) da autossugestão deveria ser suficiente para que astrologia, cartomancia e similares fossem regulamentados: nada de previsões negativas ou catastróficas, por favor.
Quanto à Era de Aquário...
Até meu cérebro, descrente, foi sugestionado. Passei o dia todo cantarolando: "When the moon is in the seventh house..."

QUESTÕES:

1-Você concorda com a neurocientista quando ela afirma que os benefícios da astrologia e da homeopatia só existem porque o nosso cérebro é presa fácil da autossugestão?

2-Você acredita em astrologia?

3-E nos benefícios da homeopatia?

5-E nos livros de autoajuda?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narrativa em que o protagonista acreditava cegamente em astrologia, não fazina nada sem consultar os astros.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: O NOSSO CÉREBRO NECESSITA DE AUTOSSUGESTÃO?

3-Escreva um depoimento em que você conte um fato em que você se deixou guiar pela autossugestão.

--------------------------------------------------------------------------------
SUZANA HERCULANO-HOUZEL, neurocientista, é professora da UFRJ e autora do livro "Fique de Bem com o Seu Cérebro" (ed. Sextante) e do site "O Cérebro Nosso de Cada Dia" (www.cerebronosso.bio.br)

suzana.herculano-houzel@grupofolha.com.br

DIMENSÕES DO DIÁLOGO



QUESTÕES:

1-Assista e analise o primeiro filme de animação presente no vídeo realizado pelo cineasta tcheco Jan Svankmajer, em 1982.

2-Assista e analise o segundo filme de animação.

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: As complexas relações humanas.

2-Escreva uma narrativa que mostre um casal que se dava muito bem iniciando um conflito por um fato banal, aparentemente sem importância, como por exemplo um dos dois sujar a pia com pasta de dente.

3-Escreva uma narrativa que aborde o conflito entre dois sócios que se entendiam muito bem e que de um momento para outro passam a se estranhar até a relação de ambos se tornar insustentável.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

A INCRÍVEL RELAÇÃO COM OS ANIMAIS

Cada vez estamos nos aproximando mais dos animais.
Assista a este vídeo e analise.

Segundo Guetaridzi, que fez o vídeo, essa gata todo dia precisa ser aspirada.

QUESTÕES:
1-Será que algumas pessoas não estão exagerando nos cuidados com os animais?

2-Qual é a sua relação com os animais? Você possui um animal de estimação?

3-A minha gata Kyrie agora está sobre a minha janela e nada faz com que ela desça de lá. Ela tem muita personalidade. Dorme na cama da minha mãe quando quer. Como você compara o comportamento dos gatos com o dos cães?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Pesquisa com animais em laboratório: uma crueldade ou uma necessidade?
2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: A importância de ter um bicho de estimação em casa.
3-Escreva uma narrativa em que o narrador-personagem é um gato que conta por que mudou de casa e foi morar em um lugar bem distante daquele em que nasceu e viveu durante cinco anos.

ASSISTA AO VÍDEO


A Construção das Coisas,
de David D´Visant

PROPOSTA:

1-Escreva uma narrativa, uma crônica ou uma dissertação com base neste vídeo, que tenha como título "A Construção das Coisas".

LEIA E INTERPRETE A CHARGE


Charge extraída do site www.cartoon.ru

QUESTÕES:

1-Leia e interprete a charge.

2-O pacote de 787 bilhões de dólares que o Congresso norte-americano aprovou, a pedido de Obama, contribuirá decisivamente para combater a crise econômica e o desemprego naquele país a curto prazo?

3-Como você compara o estilo Obama de governar, nesses primeiros 34 dias, como o estilo Bush de governar?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Para combater a crise, além dos pacotes econômicos, é necessário reestruturar o modelo das empresas e do próprio capitalismo.

2-Escreva uma narração que comece com a frase: Péssimo momento aquele em que resolvi ser imigrante ilegal nos Estados Unidos. Dê um título ao seu texto.

UMA SEMANA SEM CELULAR


Foto: Albert Olivé/EFE
Folha Informática- 18-2-2009

Manifestantes anticelular exibem cartazes no Congresso Mundial de Telefonia Móvel, que se realizou em Barcelona, propondo que as pessoas fiquem uma semana sem usar celular.

QUESTÕES:

1-O que você acha dessa idéia de ficar uma semana sem usar celular?

2-O celular vicia?

3-Há estudos científicos ainda não conclusivos que afirmam que o uso continuado do celular pode causar câncer. Comente.

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narrativa em que o narrador-personagem conta como foi ficar uma semana distante do celular. Trabalhe o conflito.

2-Escreva uma carta argumentativa a um amigo tentando convencê-lo com argumentos consistentes a ficar uma semana sem usar celular.

3-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Dá para imaginar em viver de novo em um mundo sem telefones celulares?

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

ASSISTA AO FILME E LEIA-O AO MESMO TEMPO

Um filme é para assistir e também para ler.
Este filme "Chip" ganhou o Festival do Minuto de 2004, em Brasília.
Em um minuto, ele apresenta muitas imagens, muitas palavras e várias possibilidades de leitura.



Agora que você assistiu a ele, interprete-o.

QUESTÕES:
1-Por que ele se chama Chip?
2-Quais as imagens que lhe chamaram mais atenção?
3-Quais as palavras que você gravou? Se quiser, assista de novo.

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Um minuto pode representar bastante tempo.

2-Escreva uma narrativa que se passe em um minuto. Não se esqueça do conflito.

3-Escreva uma crônica ou uma dissertação que tenha como título Chip.

Assista aos outros filmes de um minuto que também estão aqui. Escolha um deles, assista e escreva uma crônica ou uma dissertação com base nele.

NO JAPÃO, A ATITUDE É OUTRA


NAKAGAWA PEDE DEMISSÃO POR TER APARECIDO BÊBADO
Ex-Ministro, Shoichi Nakagawa, apresentou pedido de demissão ao primeiro-ministro japonês, Taro Aso

17/02/2009

France Press
do site www.cosmo.com.br


Shoichi Nakagawa, que cometeu uma enorme gafe ao aparecer, ao que tudo indica, bêbado durante uma reunião do G7

O primeiro-ministro japonês, Taro Aso, anunciou nesta terça-feira que nomeará o atual ministro de política econômica e orçamentária, Kaoru Yosano, como novo ministro das Finanças, depois do pedido de demissão de Shoichi Nakagawa, que cometeu uma enorme gafe ao aparecer, ao que tudo indica, bêbado durante uma reunião do G7.

Nakagawa apresentou o pedido de demissão e Aso aceitou com efeito imediato, de acordo com a imprensa nipônica.

O ex-ministro anunciara a saída do governo algumas horas antes, mas afirmara que isto só aconteceria depois da aprovação no Parlamento do orçamento do país para o ano fiscal de 2009-2010.

O orçamento, a princípio, deve ser votado até 31 de março.

Conhecido por gostar de beber, Nakagawa ao que tudo indica estava bêbado durante uma entrevista coletiva ao fim da reunião de ministros das Finanças e presidentes dos bancos centrais do G7, sábado, em Roma.

Canais de televisão japoneses exibiram imagens do ministro com o olhar perdido, a boca torta e a fala arrastada, incapaz de completar as frases, chegando a fechar os olhos em vários momentos.

Nakagawa afirmou que a confusão foi provocada por uma dose excessiva de medicamentos para combater a gripe, mas a explicação não recebeu apoio nem dentro do governo.

'Pensei que seria melhor para o país que pedisse demissão. O primeiro-ministro não tentou me convencer do contrário', declarou o ministro ao deixar o gabinete de Taro Aso.

'Quero pedir ao ministro Yosano que assuma este cargo', afirmou Aso à imprensa depois de aceitar a carta de demissão de Nakagawa.

Yosano, de 70 anos, é um fervoroso partidário das políticas de austeridade. Em setembro, disputou o posto de premier com Aso.

QUESTÕES:

1-No Brasil, um ministro seria obrigado a se demitir se aparecesse bêbado em público?

2-O fato de um ministro apresentar-se alcoolizado você considera grave?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: A responsabilidade do representante público.

2-Escreva uma narrativa em que o protagonista é um político que se embriaga e comete
outras gafes no exercício da sua função. Lembre-se que se trata de um texto de ficção. Os personagens são fictícios.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

LEIA ESTE POEMA

O Medo

Olhou para o medo
e tremeu.

Olhou para o medo
e recuou
vários metros.

Olhou para o medo
e percebeu
que era impossível fugir.

O medo estava nele
encravado
como uma doença.

Ele olhou de novo para o medo
e enfrentou pela primeira vez
aquele fantasma desconhecido.

O medo havia ido embora
misteriosamente
e agora ele sorria
sem aquele peso
de uma tonelada sobre os seus ombros.
(Jaime Leitão)

Questões:

1-Reflita sobre o medo e coloque no papel algumas situações que lhe provocam medo.

2-É importante enfrentar o medo?

Propostas temáticas:

1-Escreva uma narrativa em que o narrador-personagem conta como caminhou do medo para a coragem a partir de um acontecimento marcante em sua vida.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Como conviver com o medo.

LEIA, REFLITA, ESCREVA. MAIS DE CEM PROPOSTAS DE REDAÇÃO



NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ MAIS DE CEM PROPOSTAS DE REDAÇÃO, A PARTIR DE TEMAS BEM ATUAIS.

LEIA,
PENSE,
ESCREVA.

LEIA,
DISCUTA,
ESCREVA,
EXPRESSE-SE.

O PERIGO DE VIVER NO PILOTO AUTOMÁTICO



São Paulo, segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

New York Times, reproduzido pela Folha de Sâo Paulo



LENTE

EXISTO, LOGO VIVO EM PILOTO AUTOMÁTICO
À medida que a tecnologia se sofistica, ela pode estar empurrando as mentes humanas na direção oposta. Artefatos como GPSs, celulares e geladeiras high-tech estão dizendo às pessoas o que fazer e como fazê-lo melhor. A vida passou a girar menos em torno da tomada de decisões complexas e mais em não precisar pensar ou fazer grande coisa.
"Pesquisas mostram que, quando você acrescenta complexidade ao processo decisório, algumas pessoas optam por não escolher nada", disse John Gourville, professor da Escola de Administração Harvard, ao "New York Times". E um consumidor que não escolhe é precisamente o que as empresas não querem.
Os celulares podem ajudar. Japoneses vêm utilizando uma espécie de cartão de crédito virtual dentro de seus celulares para pagar ingressos, passagens ou comida, escreveu Leslie Berlin, do "New York Times". A tecnologia "passe e pague" acelerou a passagem pelo caixa e pode levar as pessoas a comprar mais. Não é mais preciso procurar a carteira dentro da bolsa nem contar o dinheiro nela.
"É fácil. É prático. Ajuda você", disse Key Pousttchi, diretor do grupo de pesquisas Wi-mobile, da Universidade de Augsburg, Alemanha.
Facilidade e conveniência são também o que todos querem na cozinha. Novos softwares para celulares ajudam a organizar as compras e o preparo das refeições, escreveu Julia Moskin, do "New York Times". Quem ainda precisa do livro de receitas da vovó, quando há receitas que podem ser baixadas na web, programas para listas de compras e um cronômetro que deixa os ovos quentes no ponto exato?
Alguns chefs chegam a usar um BlackBerry para comunicar-se com seus subordinados, em vez de falar com eles. É o caso de Floyd Cardoz, do restaurante Tabla, em Nova York. Se vê um de seus assistentes errar no preparo da comida, "mando um e-mail para todo o mundo imediatamente", disse ele.
Como se as pessoas ainda precisassem de mais uma desculpa para não falar umas com as outras ou sair de casa, agora também é possível eliminar as idas ao supermercado com o aplicativo Ikan. Antes de jogar fora uma embalagem de ketchup ou cereal matinal, o usuário pode scanear o código de barras com seu Ikan. O aparelho vai acrescentar o produto a uma lista de compras. Com um clique, tudo pode ser encomendado e entregue em casa.
E o que será da interação médico-paciente? Para as pessoas que têm dificuldade em lembrar-se das dosagens dos remédios, o problema foi resolvido. "A Philips Research, da Holanda, desenvolveu um protótipo de comprimido programável para dirigir-se a um ponto problemático específico do corpo e depositar sua substância medicamentosa ali, enviando informações atualizadas ao médico, via rádio, ao longo do percurso", escreveu Anne Eisenberg no "New York Times". O iPill poderá ser empregado um dia para tratar desordens do trato digestivo.
Mas, com todas essas razões para não fazermos muito esforço, a desordem mais comum de hoje talvez seja o fato de as mentes humanas estarem funcionando no piloto automático. Um artigo publicado no periódico "Sleep Medicine" falou de um sonâmbulo que enviava e-mails enquanto dormia. O neurologista Fouzia Siddiqui disse no artigo: "O caso demonstra que um paciente poderia fazer outras coisas durante episódios de sonambulismo".
Como, por exemplo, passar pela vida, simplesmente.

QUESTÕES:

1-Qual é a tese que o autor defende? Você concorda com ela? Justifique.

2-Como você encara o caso do sonâmbulo que enviava e-mails enquanto dormia?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que responda à pergunta: "Será que o ato de pensar está saindo de moda?

2-Escreva uma narração que conta história do sonâmbulo que enviava e-mails e fazia outros usos do computador durante o sono.

CHÁVEZ VENCE REFERENDO


Folha de S.Paulo
16/02/2009
Referendo sobre reeleição ilimitada divide Venezuela; veja repercussão
colaboração para a Folha Online

Os jornais venezuelanos desta segunda-feira refletem o resultado apertado que o presidente, Hugo Chávez, obteve no referendo realizado neste domingo (15) que aprovou a implantação da reeleição ilimitada no país --o "sim" recebeu 54% dos votos.

Reuters

Hugo Chávez celebra vitória em referendo deste domingo; 54% aprovam aprovam candidatura de presidente nas eleições de 2012
Chávez, que está no poder há dez anos, prometeu retribuir o apoio que recebeu principalmente da maioria mais pobre da população combatendo uma das principais preocupações do país, a violência. A Venezuela tem uma das taxas de homicídio mais altas do mundo.

O jornal "El Nacional", opositor ao governo, publicou nesta segunda-feira que "Chávez ganha direito de se reeleger após um processo infestado de vícios", enquanto o "Últimas Notícias", jornal de maior tiragem do país, abre aspas às declaração de "grande vitória" do presidente como manchete.

Também afinado a Chávez, "El Universal" exalta que "54,36% dos cidadãos disseram 'sim' à emenda constitucional que permitirá se candidatar indefinidamente o Presidente e todas as demais autoridades eleitas por voto popular".

Além da "grande vitória", o "Últimas Notícias" abre destaque para Chávez elogiar as autoridades eleitorais pelo "civismo" durante o referendo.

Já "El Nacional" tenta relativizar a vitória chavista porque "o presidente não alcançou a meta de 7 milhões de votos que tinha pedido a seus seguidores em 20 de janeiro".

Único jornal da capital que regularmente publica editoriais, ele publica um hoje com o título "De novo a armadilha", criticando a falta de habilidade da oposição venezuelana em lutar pelos votos dos eleitores indecisos ou neutros e dos que optaram pela abstenção. Para o jornal, a Comissão Eleitoral favoreceu "um regime militar que promove o ódio e divide a Venezuela em duas metades".
A fragmentada oposição, que teve na linha de frente um movimento estudantil inexperiente e sem recursos, tentou reduzir o valor da vitória do governo, dizendo que ela foi alcançada por meio de um grande financiamento público e com a cobertura televisiva estatal.

O veterano político oposicionista Teodoro Petkoff denunciou o uso "ilegal e sem escrúpulos" que, segundo ele, Chávez fez dos recursos estatais, e fez um desafio visando à votação presidencial, que deve ocorrer em pouco menos de quatro anos. "Eles podem comemorar hoje, mas no horizonte de 2012 está o fantasma de sua inevitável derrota", escreveu Petkoff em um editorial na primeira página de seu jornal, o "Tal Cual".

Políticas sociais

Popular, entre outros motivos, por fazer grande gastos sociais em hospitais, escolas e programas alimentares em favelas nas cidades e em aldeias remotas, Chávez conquistou 54% dos votos, permitindo que ele fique no governo enquanto continuar ganhando eleições.

Vestidos de vermelho, seus partidários percorreram as favelas ao redor da capital Caracas com cânticos de "Ê-ô, Chávez não se vai".

Depois de ser derrotado no referendo de 2007, Chávez mostrou a sua resistência e solidificou a sua posição como figura dominante na política venezuelana e líder esquerdista na América Latina.

O presidente sobreviveu a um golpe, a um referendo revogatório e a locautes nacionais liderados pela oposição empresarial, mantém a lealdade de muitos venezuelanos que dependem dele para o emprego, pensões e benefícios sociais. Grande parte da empobrecida maioria dos venezuelanos enxerga em Chávez um contraponto positivo às elites que governaram o país desde redemocratização, na década de 50, com um legado de democracia, mas também de corrupção e desigualdade social.

Enfrentando os efeitos da crise financeira mundial sobre o preço do petróleo, Chávez assumiu um tom cauteloso ao comemorar a vitória, dizendo a seus apoiadores que o governo não será capaz de acelerar os seus esforços para criar um Estado socialista este ano.

"Se nós reforçarmos aquilo que já fizemos e, em seguida, começando no próximo ano, estaremos em uma posição muito melhor para abrir novos horizontes", disse ele em discurso para partidários da varanda do palácio presidencial, no domingo.

Ele leu uma mensagem de felicitações do seu mentor, o ex-líder cubano Fidel Castro, mas absteve-se de sua habitual diatribe contra o "império do mal", os Estados Unidos.

Chávez disse que a Venezuela está blindada contra a crise financeira mundial, mas o seu governo tomou US$ 12 bilhões de reservas do banco central no mês passado, para garantir despesas. Sua vitória pode dar-lhe capital político para tomar decisões como a de aumentar os impostos para estancar a queda das receitas de exportações petrolíferas cujo por barril está US$ 100 dólares menos que no início do ano passado. O petróleo responde por mais de 80% das exportações venezuelanas.

"Como a vitória alarga o horizonte político do regime para além de 2012, o governo poderia se sentir mais forte para abraçar medidas impopulares, mas necessárias para lidar com os crescentes desequilíbrios macroeconômicos, e uma economia que se desacelera, travada pela baixa dos preços do petróleo e do peso da ineficiência das políticas públicas", disse Alberto Ramos, economista do banco americano de investimentos Goldman Sachs.
Com Associated Press e Efe

QUESTÔES:

1-Como explicar a vitória de Chávez no segundo referendo, para garantir a ele o direito de disputar reeleições de forma ilimitada, já que o primeiro ele perdeu?

2 -Pode-se dizer que na Venezuela há democracia?

3-Como você analisa o governo de Hugo Chávez?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Na Venezuela, como em alguns outros países, a ditadura usa como disfarce a democracia.

2-Escreva uma dissertação que tenha com o tema: Lula poderá tentar um terceiro mandato, entusiasmado pela vitória de Chávez?

3-Escreva uma narração em que o narrador-personagem, estudante venezuelanoq que se opõe a CHávez conta como é viver resistindo a um governo fotre como o dele.

4-Escreva uma crônica ou uma dissertação que tenha como tema: A frágil democracia da América Latina.

O GOLPE DO BILHETE PREMIADO



É duro acreditar que alguém possa ainda cair nesse golpe tão velho. Ele tem início com um "caipira" oferecendo a um pedestre, geralmente idoso, um bilhete premiado, mostrando a ele uma lista de premiados, onde consta o número daquele bilhete que ele tem em mãos. É claro que a lista é falsa.
A alegação do "caipira" é que ele não possui documentos, por isso não pode ir à Caixa retirar o prêmio. Então, ele propõe à vítima que retire um dinheiro do banco e compre o seu bilhete por uma importância que costuma variar entre 10 e 20 mil reais.
Na semana passada, em Rio Claro, uma senhora de 75 anos caiu no golpe. Deu aos bandidos 20 mil reais e ficou com o bilhete na mão, a ver navios, quero dizer, a ver o seu dinheiro sumindo na paisagem, virando pó. Além dos dois "caipiras" em terra, havia uma "madame" bem vestida, dirigindo um Toyota Corola, dando cobertura aos safados.
(Jaime)

QUESTÕES:

1-Na sua opinião, o que levou essa senhora a cair no golpe?

2-Na Internet, todos os dias chegam e-mails com propostas mirabolantes, falsas. Você já caiu em algum golpe na Internet?

3-Outro golpe famoso é o da corrente de dinheiro, também conhecido como golpe da pirâmide. Você já recebeu alguma proposta do gênero?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma narrativa que tenha como protagonista uma pessoa que caiu no golpe do bilhete premiado. Mostre como ela se sente após o ocorrido e como os outros personagens reagem em relação a ela.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Só há golpistas porque há pessoas que caem nos golpes aplicados.

3-Escreva uma crônica que tenha como tema: Cair no conto do bilhete premiado hoje parece piada.

4-Escreva uma carta a um grande empresário brasileiro, com nome inventado por você, perguntando a ele como foi capaz de perder 10 milhões de dólares investindo na pirâmide do ex-investidor norte-americano Rupert Murdoch.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

LEIA A CHARGE



Retirei agora do site wwww.cartoon.ru, da Rússia,essa charge que foi posta lá há pouco, já com data de amanhã, devido ao fuso horário.

QUESTÕES:
1-Quais as leituras que você pode fazer da charge, relacionando-a com a crise econômica mundial. Clique sobre ela para ampliá-la.

2-Você considera essa charge criativa? Explique.

PROPOSTAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Economia norte-americana pendurada no cabide.

2-Escreva uma narrativa que mostre o protagonista comprando uma casa de luxo nos Estados Unidos, utilizando o crédito imobiliário, e depois o seu drama por não conseguir pagar as prestações. Trabalhe bem o conflito familiar, a tentativa de negociar com os bancos, o despejo e outros fatos avassaladores.

LEIA A CIDADE, O PAÍS E O MUNDO


Observe a cidade em que você vive. O que ela tem de melhor: praças, área verde, lazer, cultura? O que mais falta nela: segurança, cuidado com os monumentos, com as bibliotecas, um bom asfalto nas ruas?
Faça uma leitura minuciosa da sua cidade. Ler a cidade significa discutir os seus problemas e propor soluções. De que maneira? Escrevendo cartas à seção de leitores dos jornais, discutindo nas entidades que reúnem pessoas interessadas em melhorá-la. Há muitas formas de agir.
QUESTÕES:

1-O que a sua cidade tem de melhor?

2-O que deve ser melhorado com urgência?

3-O que outras cidades têm que você gostaria que aqui também tivesse?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma carta argumentativa ao prefeito da sua cidade pedindo a ele providências para melhorar os pontos que você considera os mais importantes.

2-Escreva uma narrativa em que o morador de uma determinada cidade não encontra o que ele necessita. Desenvolva esse tema com bastante imaginação.

3-Escreva uma dissertação que tenha como tema: LER A CIDADE PARA ENTENDÊ-LA E MELHORÁ-LA.

4-Escreva uma crônica que tenha como tema: A leitura que eu faço do meu país.

5-Escreva uma crônica que tenha como tema: A leitura que eu faço do mundo de hoje.

NOVAS PROFISSÕES


Revista ISTO É
Edição 2049
18 de fevereiro
MESTRES PARA PÃES E DOCES

Em busca de profissionais especializados, mercado impulsiona os cursos de boulangerie, pâtisserie e chocolaterie

Suzane Frutuoso

Cada vez mais os clientes exigem que pães e doces oferecidos pelos restaurantes sejam tão especiais quanto o que é servido entre eles durante as refeições – leia-se a entrada e o prato principal. Atentos à demanda, os mestres da cozinha buscam profissionais especializados em boulangerie (pães), pâtisserie (doces e tortas) e chocolaterie. O mercado para essas áreas está em expansão e inclui restaurantes, hotéis, empórios e até hipermercados, que vêm oferecendo uma variedade maior de produtos em suas padarias e confeitarias. Com isso, cursos específicos crescem na mesma velocidade.

“Os chefs estão pedindo essa mão-de-obra, ainda escassa”, diz Ana Paula Rizkallah, fundadora da escola de gastronomia Atelier Gourmand, em São Paulo. Em março ela dá início à sua primeira turma do curso técnico de boulangerie e chocolaterie, que durará um ano. Uma explosão do segmento é aguardada para breve, diz Rosa Moraes, diretora de relações institucionais da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo, que criou em 2004 o curso sequencial de dois anos de confeitaria e panificação, com 30 vagas por semestre. “Com base em pesquisas no mercado internacional, percebemos que seria uma inovação na gastronomia”, afirma. Não é de hoje que o chef Laurent Suaudeau, da Escola das Artes Culinárias, acredita neste filão. “Bons pães e sobremesas de qualidade significam manter o alto nível do começo ao fim da refeição”, diz Suaudeau, que registrou um aumento de 70% na procura pelos cursos de boulangerie e pâtisserie em sua escola nos últimos dois anos.

O chef pâtissier Jurandyr Affonso sabe da importância do aprimoramento. Ele terminou o curso da Anhembi Morumbi no final de 2008. “O que eu sabia vinha de um aprendizado autodidata. Hoje, sei que posso concorrer a uma vaga na minha área em um hotel sofisticado porque minha técnica melhorou muito.” O salário inicial desses profissionais está em torno de R$ 1,2 mil – e a remuneração pode chegar a R$ 10 mil. Mas que ninguém imagine receitas simples de pão francês, sonhos e brigadeiros nesses novos cursos. Qualquer uma das áreas exige o domínio de uma série de técnicas. Os especialistas dizem ser até mais difícil do que os pratos da cozinha em geral. A arte das dosagens pede um rigor maior: 15 gramas a mais de açúcar, por exemplo, podem arruinar uma torta.


Comentário:
Pretendo colocar periodicamente aqui no blog notícias e reportagens sobre novas profissões. O mercado exige, as universidades pesquisam e criam cursos de dois anos de duração, com possibilidade de colocação rápida.

QUESTÕES:

1-Você tem pesquisado sobre as novas profissões que vêm surgindo? Alguma lhe chamou atenção?

2-Quais as vantagens e desvantagens de fazer um curso superior que tenha duração de dois anos?

PROPOSTAS TEMÁTICAS:

1-Escreva uma carta argumentativa aos seus pais justificando por que você resolveu prestar o vestibular para um curso novo e não um já consagrado como medicina, odontologia ou engenharia elétrica. Use um personagem (máscara) para assinar a carta.

2-Escreva uma narrativa que tenha como protagonista um menino que fazia bolos e tortas incríveis que provocavam mudança no comportamento das pessoas. Os irritados ficavam calmos, os tímidos tornavam-se ousados. Trabalhe o conflito gerado por essa mudança de comportamento.

3-Escreva uma dissertação que tenha como tema: ANTES DE ESCOLHER UMA PROFISSÃO, É NECESSÁRIO PESQUISAR MUITO.

4-Escreva uma dissertação que responda à pergunta: O que deve pesar mais na escolha da profissão: a vocação ou o salário?

sábado, 14 de fevereiro de 2009

CARICATURA DE CAMILO RIANI



Há quatro anos, o amigo Camilo Riani, premiado internacionalmente pelas caricaturas que faz, grande caricaturista e artista gráfico que é, me presenteou com esta caricatura minha. Finalmente, estou divulgando-a neste blog.

QUESTÕES:
1-Você já foi caricaturado? Você já prestou atenção em caricaturas? Lembra-se de alguma?

2-O que você considera mais interessante em uma caricatura?

PROPOSTAS:

1-Escreva uma narração em que o protagonista descobriu nas caricaturas a sua vocação profissional, depois de ter feito dois anos de medicina, um de engenharia e um de direito. Conte toda a trajetória do personagem até ele atingir o seu objetivo.

2-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Por mais difícil que seja viver de arte no Brasil, ela pode representar um caminho para a realização, seja como profissão ou como hobby.

ENTREVISTA BOMBÁSTICA



Sábado, Fevereiro 14, 2009
VEJA Entrevista: Jarbas Vasconcelos
Transcrita do blog www.arquivoetc.blogspot.com

O PMDB é corrupto

Senador peemedebista diz que a maioria dos integrantes
do seu partido só pensa em corrupção e que a eleição de
José Sarney à presidência do Congresso é um retrocesso


Otávio Cabral

Cristiano Mariz

"A maioria se incorpora a essas coisas pelas quais os governos vêm sendo denunciados: manipulação de licitações, contratações dirigidas, corrupção em geral"

A ideia de que parlamentares usem seu mandato preferencialmente para obter vantagens pessoais já causou mais revolta. Nos dias que correm, essa noção parece ter sido de tal forma diluída em escândalos a ponto de não mais tocar a corda da indignação. Mesmo em um ambiente político assim anestesiado, as afirmações feitas pelo senador Jarbas Vasconcelos, de 66 anos, 43 dos quais dedicados à política e ao PMDB, nesta entrevista a VEJA soam como um libelo de alta octanagem. Jarbas se revela decepcionado com a política e, principalmente, com os políticos. Ele diz que o Senado virou um teatro de mediocridades e que seus colegas de partido, com raríssimas exceções, só pensam em ocupar cargos no governo para fazer negócios e ganhar comissões. Acusa o ex-governador de Pernambuco: "Boa parte do PMDB quer mesmo é corrupção".

O que representa para a política brasileira a eleição de José Sarney para a presidência do Senado?
É um completo retrocesso. A eleição de Sarney foi um processo tortuoso e constrangedor. Havia um candidato, Tião Viana, que, embora petista, estava comprometido em recuperar a imagem do Senado. De repente, Sarney apareceu como candidato, sem nenhum compromisso ético, sem nenhuma preocupação com o Senado, e se elegeu. A moralização e a renovação são incompatíveis com a figura do senador.

Mas ele foi eleito pela maioria dos senadores.
Claro, e isso reflete o que pensa a maioria dos colegas de Parlamento. Para mim, não tem nenhum valor se Sarney vai melhorar a gráfica, se vai melhorar os gabinetes, se vai dar aumento aos funcionários. O que importa é que ele não vai mudar a estrutura política nem contribuir para reconstruir uma imagem positiva da Casa. Sarney vai transformar o Senado em um grande Maranhão.

Como o senhor avalia sua atuação no Senado?
Às vezes eu me pergunto o que vim fazer aqui. Cheguei em 2007 pensando em dar uma contribuição modesta, mas positiva – e imediatamente me frustrei. Logo no início do mandato, já estourou o escândalo do Renan (Calheiros, ex-presidente do Congresso que usou um lobista para pagar pensão a uma filha). Eu me coloquei na linha de frente pelo seu afastamento porque não concordava com a maneira como ele utilizava o cargo de presidente para se defender das acusações. Desde então, não posso fazer nada, porque sou um dissidente no meu partido. O nível dos debates aqui é inversamente proporcional à preocupação com benesses. É frustrante.

O senador Renan Calheiros acaba de assumir a liderança do PMDB...
Ele não tem nenhuma condição moral ou política para ser senador, quanto mais para liderar qualquer partido. Renan é o maior beneficiário desse quadro político de mediocridade em que os escândalos não incomodam mais e acabam se incorporando à paisagem.

O senhor é um dos fundadores do PMDB. Em que o atual partido se parece com aquele criado na oposição ao regime militar?
Em nada. Eu entrei no MDB para combater a ditadura, o partido era o conduto de todo o inconformismo nacional. Quando surgiu o pluripartidarismo, o MDB foi perdendo sua grandeza. Hoje, o PMDB é um partido sem bandeiras, sem propostas, sem um norte. É uma confederação de líderes regionais, cada um com seu interesse, sendo que mais de 90% deles praticam o clientelismo, de olho principalmente nos cargos.

Para que o PMDB quer cargos?
Para fazer negócios, ganhar comissões. Alguns ainda buscam o prestígio político. Mas a maioria dos peemedebistas se especializou nessas coisas pelas quais os governos são denunciados: manipulação de licitações, contratações dirigidas, corrupção em geral. A corrupção está impregnada em todos os partidos. Boa parte do PMDB quer mesmo é corrupção.


Quando o partido se transformou nessa máquina clientelista?
De 1994 para cá, o partido resolveu adotar a estratégia pragmática de usufruir dos governos sem vencer eleição. Daqui a dois anos o PMDB será ocupante do Palácio do Planalto, com José Serra ou com Dilma Rousseff. Não terá aquele gabinete presidencial pomposo no 3º andar, mas terá vários gabinetes ao lado.

Por que o senhor continua no PMDB?
Se eu sair daqui irei para onde? É melhor ficar como dissidente, lutando por uma reforma política para fazer um partido novo, ao lado das poucas pessoas sérias que ainda existem hoje na política.

Lula ajudou a fortalecer o PMDB. É de esperar uma retribuição do partido, apoiando a candidatura de Dilma?
Não há condições para isso. O PMDB vai se dividir. A parte majoritária ficará com o governo, já que está mamando e não é possível agora uma traição total. E uma parte minoritária, mas significativa, irá para a candidatura de Serra. O partido se tornará livre para ser governo ao lado do candidato vencedor.

O senhor sempre foi elogiado por Lula. Foi o primeiro político a visitá-lo quando deixou a prisão, chegou a ser cotado para vice em sua chapa. O que o levou a se tornar um dos maiores opositores a seu governo no Congresso?
Quando Lula foi eleito em 2002, eu vim a Brasília para defender que o PMDB apoiasse o governo, mas sem cargos nem benesses. Era essencial o apoio a Lula, pois ele havia se comprometido com a sociedade a promover reformas e governar com ética. Com o desenrolar do primeiro mandato, diante dos sucessivos escândalos, percebi que Lula não tinha nenhum compromisso com reformas ou com ética. Também não fez reforma tributária, não completou a reforma da Previdência nem a reforma trabalhista. Então eu acho que já foram seis anos perdidos. O mundo passou por uma fase áurea, de bonança, de desenvolvimento, e Lula não conseguiu tirar proveito disso.

A favor do governo Lula há o fato de o país ter voltado a crescer e os indicadores sociais terem melhorado. O grande mérito de Lula foi não ter mexido na economia. Mas foi só. O país não tem infraestrutura, as estradas são ruins, os aeroportos acanhados, os portos estão estrangulados, o setor elétrico vem se arrastando. A política externa do governo é outra piada de mau gosto. Um governo que deixou a ética de lado, que não fez as reformas nem fez nada pela infraestrutura agora tem como bandeira o PAC, que é um amontoado de projetos velhos reunidos em um pacote eleitoreiro. É um governo medíocre. E o mais grave é que essa mediocridade contamina vários setores do país. Não é à toa que o Senado e a Câmara estão piores. Lula não é o único responsável, mas é óbvio que a mediocridade do governo dele leva a isso.


"O marketing de Lula mexe
com o país. Ele optou
pelo assistencialismo,
o que é uma chave para
a popularidade em
um país pobre.
O Bolsa Família é
o maior programa
oficial de compra
de votos do mundo"

Mas esse presidente que o senhor aponta como medíocre é recordista de popularidade. Em seu estado, Pernambuco, o presidente beira os 100% de aprovação.
O marketing e o assistencialismo de Lula conseguem mexer com o país inteiro. Imagine isso no Nordeste, que é a região mais pobre. Imagine em Pernambuco, que é a terra dele. Ele fez essa opção clara pelo assistencialismo para milhões de famílias, o que é uma chave para a popularidade em um país pobre. O Bolsa Família é o maior programa oficial de compra de votos do mundo.
O senhor não acha que o Bolsa Família tem virtudes?
Há um benefício imediato e uma consequência futura nefasta, pois o programa não tem compromisso com a educação, com a qualificação, com a formação de quadros para o trabalho. Em algumas regiões de Pernambuco, como a Zona da Mata e o agreste, já há uma grande carência de mão-de-obra. Famílias com dois ou três beneficiados pelo programa deixam o trabalho de lado, preferem viver de assistencialismo. Há um restaurante que eu frequento há mais de trinta anos no bairro de Brasília Teimosa, no Recife. Na semana passada cheguei lá e não encontrei o garçom que sempre me atendeu. Perguntei ao gerente e descobri que ele conseguiu uma bolsa para ele e outra para o filho e desistiu de trabalhar. Esse é um retrato do Bolsa Família. A situação imediata do nordestino melhorou, mas a miséria social permanece.

A oposição está acuada pela popularidade de Lula?

Eu fui oposição ao governo militar como deputado e me lembro de que o general Médici também era endeusado no Nordeste. Se Lula criou o Bolsa Família, naquela época havia o Funrural, que tinha o mesmo efeito. Mas ninguém desistiu de combater a ditadura por isso. A popularidade de Lula não deveria ser motivo para a extinção da oposição. Temos aqui trinta senadores contrários ao governo. Sempre defendi que cada um de nós fiscalizasse um setor importante do governo. Olhasse com lupa o Banco do Brasil, o PAC, a Petrobras, as licitações, o Bolsa Família, as pajelanças e bondades do governo. Mas ninguém faz nada. Na única vez em que nos organizamos, derrotamos a CPMF. Não é uma batalha perdida, mas a oposição precisa ser mais efetiva. Há um diagnóstico claro de que o governo é medíocre e está comprometendo nosso futuro. A oposição tem de mostrar isso à população.


"Eu fui oposição ao governo militar e me lembro de que Médici era endeusado no Nordeste. Mas ninguém desistiu de combater a ditadura.
A popularidade de Lula não deveria ser motivo para a extinção da oposição"

Para o senhor, o governo é medíocre e a oposição é medíocre. Então há uma mediocrização geral de toda a classe política?
Isso mesmo. A classe política hoje é totalmente medíocre. E não é só em Brasília. Prefeitos, vereadores, deputados estaduais também fazem o mais fácil, apelam para o clientelismo. Na política brasileira de hoje, em vez de se construir uma estrada, apela-se para o atalho. É mais fácil.

Por que há essa banalização dos escândalos?
O escândalo chocava até cinco ou seis anos atrás. A corrupção sempre existiu, ninguém pode dizer que foi inventada por Lula ou pelo PT. Mas é fato que o comportamento do governo Lula contribui para essa banalização. Ele só afasta as pessoas depois de condenadas, todo mundo é inocente até prova em contrário. Está aí o Obama dando o exemplo do que deve ser feito. Aqui, esperava-se que um operário ajudasse a mudar a política, com seu partido que era o guardião da ética. O PT denunciava todos os desvios, prometia ser diferente ao chegar ao poder. Quando deixou cair a máscara, abriu a porta para a corrupção. O pensamento típico do servidor desonesto é: "Se o PT, que é o PT, mete a mão, por que eu não vou roubar?". Sofri isso na pele quando governava Pernambuco.

É possível mudar essa situação?
É possível, mas será um processo longo, não é para esta geração. Não é só mudar nomes, é mudar práticas. A corrupção é um câncer que se impregnou no corpo da política e precisa ser extirpado. Não dá para extirpar tudo de uma vez, mas é preciso começar a encarar o problema.

Como o senhor avalia a candidatura da ministra Dilma Rousseff?
A eleição municipal mostrou que a transferência de votos não é automática. Mesmo assim, é um erro a oposição subestimar a força de Lula e a capacidade de Dilma como candidata. Ela é prepotente e autoritária, mas está se moldando. Eu não subestimo o poder de um marqueteiro, da máquina do governo, da política assistencialista, da linguagem de palanque. Tudo isso estará a favor de Dilma.

O senhor parece estar completamente desiludido com a política.
Não tenho mais nenhuma vontade de disputar cargos. Acredito muito em Serra e me empenharei em sua candidatura à Presidência. Se ele ganhar, vou me dedicar a reformas essenciais, principalmente a política, que é a mãe de todas as reformas. Mas não tenho mais projeto político pessoal. Já fui prefeito duas vezes, já fui governador duas vezes, não quero mais. Sei que vou ser muito pressionado a disputar o governo em 2010, mas não vou ceder. Seria uma incoerência voltar ao governo e me submeter a tudo isso que critico.

QUESTÕES:
1-A revista Veja, que começou a circular hoje, traz uma entrevista bombástica com o senador peemedebista e ex-governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos, criticando a maioria dos membros do seu partido. Você considera correto um político criticar o seu próprio partido ou ele deve ser totalmente fiel a ele e aceitar tudo o que acontece dentro dele?

2-Comene a frase de Jarbas Vaconcelos: "O Bolsa Família é o maior programa de compra de votos do mundo."

PROPOSTAS TEMÁTICAS:
1-Escreva uma dissetação que tenha como base uma frase de Jarbas Vasconcelos: "O assistencialismo é a chave para a popularidade em um país pobre.

2-Escreva uma narração que tenha como protagonista um jovem que recebeu durante anos o Bolsa Família e que não consegue arrumar emprego por falta de qualificação.

3-Escreva uma carta argumentativa ao senador Jarbas Vasconcelos criticando algumas colocações feitas por ele durante a entrevista á revista Veja.

4-Escreva uma carta argumentativa apontando os principais pontos positivos da entrevista de Jarbas Vasconcelos.

LADRÕES ORIGINAIS

Folha de São Paulo

Ribeirão Preto, Sábado, 14 de Fevereiro de 2009

BATATAIS
LADRÕES ROUBAM CASA E VOLTAM PARA DEVOLVER CARRO

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA RIBEIRÃO

Três homens assaltaram uma casa anteontem à noite, no Jardim Virgínia, em Batatais, usaram o carro da família para levar os objetos e voltaram meia hora depois para devolver o veículo. Depois, o trio fugiu a pé. Ninguém foi preso até ontem a noite.
Os assaltantes renderam o dono da casa quando ele guardava seu carro na garagem. Ele, a mulher e o filho de 2 anos foram mantidos reféns enquanto os ladrões pegavam um computador e produtos eletrônicos. Um deles ficou com a família enquanto os outros saíram com os objetos. A PM não forneceu o nome da família.

QUESTÃO:

1-Comente a notícia da Folha.

PROPOSTA TEMÁTICA:

1-Escreva uma narrativa em que os ladrões voltam à casa da família que roubaram para devolver algo diferente de um carro. Trabalhe o conflito.

A FOTO FALA POR SI


A versão da polícia Suíça de que a brasileira Paula, atacada por skinheads, não estava grávida e teria se automutilado, cortando-se com um estilete em várias partes do corpo e fazendo inscrições do Partido de extrema direita que faz parte do governo,
é muito estranha e beira o absurdo.
A foto acima, de Steffen Schmidt, da AP Photo, reproduzida hoje na Folha de São Paulo, mostra o comandante da Polícia de Zurique e o legista que sustentou que a brasileira não estava grávida.
Está parecendo o romance "O Processo", do escritor Franz Kafka, que mostra o protagonista, acima de qualquer suspeita, sendo investigado e condenado, sem que haja nenhuma acusação contra ele. É um processo fantasma, engendrado na sombra. Está parecendo o caso de Paula. Ela foi vítima de uma agressão assustadora e agora a imprensa e o governo tentam inverter os fatos. Paula, para ter se automutilado, teria que ser uma excelente contorcionista.

QUESTÕES:

1-Você acredita na versão da Polícia e do legista suíço?

2-A Suíça é considerada uma das nações do mundo que mais respeitam os direitos humanos. Comente esse fato comparando-o com a agressão sofrida por Paula.

3-Faça uma leitura crítica da foto acima. Amplie-a para enxergá-la melhor.

PROPOSTAS:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: A democracia muitas vezes esconde comportamentos tirânicos.

2-Escreva uma carta ao chefe de polícia de Zurique, Philipp Hotzenkocherle, contestando a versão da polícia de que provavelmente Paula mentiu, ameaçando-a de sofrer ações legais por "falsas denúncias e engano de autoridades judiciais."

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

COLISÃO NO ESPAÇO



A grande colisão
desenho digital de Jaime Leitão
Clique na imagem para ampliá-la.


Folha de Sâo Paulo
São Paulo, sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009


Destroços de choque de satélites podem ameaçar estação espacial
Risco é baixo, afirma cientista; colisão, inédita, ocorreu na última terça-feira

WILLIAM J. BROAD
DO "NEW YORK TIMES"

Durante décadas, os especialistas da área espacial alertaram para o fato de que as órbitas ao redor da Terra estão tão lotadas que dois satélites poderiam um dia colidir, criando perigosas nuvens de destroços.
Aconteceu na última terça-feira. E os fragmentos podem ameaçar a ISS (Estação Espacial Internacional), que orbita 435 km abaixo da altitude onde ocorreu a colisão, com três astronautas a bordo -embora o risco seja pequeno.
"Isso é um fato inédito, infelizmente", disse Nicholas Johnson, cientista-chefe de destroços orbitais da Nasa.
O choque aconteceu a 780 km de altitude, sobre a Sibéria, por volta das 15h (hora de Brasília). Dois satélites de comunicações -um russo e um americano- se aniquilaram. Após o choque, radares em terra rastrearam grandes quantidades de fragmentos rumando para órbitas mais altas e mais baixas.
"Nada com essa dimensão" jamais aconteceu antes, disse Johnson. "Tivemos três outras colisões com o que chamamos de objetos de catálogo, mas todos eram muito menores."
O satélite americano era um Iridium, parte de uma constelação de 66 naves. A empresa afirmou em nota que havia "perdido um satélite operacional" na terça, aparentemente após colisão com um satélite russo "não-operacional".
Para a empresa, não haverá prejuízo ao serviço. Os telefones Iridium podem ser usados em qualquer parte do mundo.
Johnson disse que os radares militares dos EUA ainda precisam determinar o número de fragmentos detectáveis da colisão. "Vai levar um tempo", afirmou. "É muito, muito difícil discriminar todos esses objetos quando eles estão todos juntos. Nos próximos dias vamos entender melhor [a situação]." No mínimo, afirmou, "acho que estamos falando de dezenas, senão centenas [de fragmentos]".
Os destroços poderiam ameaçar a estação espacial e sua tripulação, afirmou.
"Na verdade, há destroços que acreditamos já estarem chegando à altitude da estação espacial", disse. Mas o risco para o complexo, segundo ele, "será muito, muito baixo". No pior caso, afirmou, "teremos de desviar deles. São as coisas pequenas, que você não vê, que podem lhe causar mal".
Em Houston, os controladores da ISS frequentemente ajustam a sua órbita para desviar de pedaços de lixo espacial, que têm uma velocidade tão alta que até mesmo fragmentos mínimos representam uma ameaça grande.
Johnson disse que as novas nuvens de destroços podem eventualmente ameaçar outros satélites, numa reação em cadeia orbital. "Estamos tentando quantificar esse risco."

QUESTÕES:

1-Não bastava o congestionamento de veículos na Terra, agora já temos congestionamento de satélites e de lixo espacial, o que provocou uma grande colisão entre um satélite americano e um russo, na última terça-feira. Como você avalia os riscos desse congestionamento e dessa colisão ocorrida?

2-As informações contidas nessa notícia são precisas ou há imprecisão nela? Explique.

Propostas temáticas:

1-Escreva uma dissertação que tenha como tema: Poluição espacial, um problema grave.

2-Escreva uma narração que se passe na Terra no ano de 2100. O narrador-personagem é um lixeiro espacial e conta como é o seu trabalho cheio de aventuras. Trabalhe bem o conflito.